PROFISSIONAIS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
LOGIN
Usuário
Senha

O que é Osteoartrite e quais seus principais sintomas?

Doença muito comum que surge geralmente em pessoas entre 40 e 50 anos, a Osteoartrite ocorre na cartilagem das articulações de joelhos, mãos, quadril, coluna, entre outras juntas.

Ela é caracterizada pela degeneração ou desgaste da cartilagem articular e por alterações nos ossos das regiões atingidas, como o popularmente conhecido bico de papagaio, o joanete ou os nódulos que se formam nas juntas dos dedos das mãos.

Antigamente, era conhecida como Artrose ou Osteoartrose, mas nas últimas décadas Osteoartrite tem sido o termo científico adotado mundialmente, por sua razão inflamatória. Portanto, os três termos se referem à mesma doença, assim como o termo doença articular degenerativa.

Por isso, o nome Osteoartrite, em que o prefixo osteo vem do grego ostéon, que significa ósseo ou simplesmente osso; artro, do grego arthros, a articulação; e o sufixo ite, que se refere a inflamação.

Outro termo também gera dúvidas. Trata-se da Artrite, cuja palavra sozinha tem definição mais ampla. Significa qualquer processo inflamatório clínico (isto é, o que é visto pelo médico) na articulação e engloba várias doenças – sendo a Osteoartrite a mais comum delas. 

Qualquer pessoa pode ter uma artrite, como um atleta profissional ou alguém que eventualmente faz, por exemplo, uma trilha. Não importa se jovem ou idoso, basta um trauma ou um esforço intenso na articulação, a qual pode inflamar. 

Entretanto, nem sempre a Artrite é um simples processo inflamatório. A inflamação na articulação pode ser consequência de uma infecção (Artrite Infecciosa), causada por bactérias, fungos ou vírus que se instalam no líquido e nos tecidos da articulação. Há também a Artrite Microcristalina, causada pelo depósito de microcristais (que podem ser provenientes de ácido úrico, conhecido como gota, ou de cristais de pirofosfato de cálcio). Existem ainda outros tipos, como a Artrite Reumatoide, uma doença crônica e autoimune.

Qual o papel da cartilagem articular?

Imagine o seu joelho… Nas junções dos ossos, há um tecido firme, mas macio, elástico e flexível, que é a cartilagem, a qual não tem nervos ou vasos sanguíneos. Ela reveste a superfície dos ossos nas articulações, nas juntas. Serve para permitir o movimento dos ossos, ou seja, permite o deslizamento e serve também para amortecer impactos.

Pensando ainda no joelho, durante uma corrida, a cada impacto do passo, a cartilagem se comprime, expulsando líquido do interior, o qual é reabsorvido quando ocorre o relaxamento. Esse processo fica prejudicado se houver a sua degeneração.

O desgaste da cartilagem é visto como um processo natural com o avanço da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, 85% das pessoas com 75 anos de idade têm Osteoartrite confirmada por exames de Raio-X ou por diagnóstico clínico. Entretanto, somente entre 30% a 50% delas sentem dor.

A gravidade da Osteoartrite, com o passar do tempo, pode transformar a cartilagem em um tecido áspero e perfurado, prejudicando o movimento e a absorção do impacto. 

A doença, geralmente, progride lentamente, mas há casos de quadros estáveis por anos ou com pico de desenvolvimento muito rápido.

Quais são os sintomas da osteoartrite?

Basicamente, o sintoma principal é dor nas articulações. No início da doença, dói durante um movimento, que passa com o repouso. A intensidade da dor, infelizmente, aumenta com o passar dos anos, e pode ser sentida diante de qualquer esforço, até mesmo para caminhar. Entretanto, muitas pessoas têm Osteoartrite confirmada em exames radiológicos e não têm qualquer sintoma.

A Osteoartrite pode ser agravada com o sintoma de rigidez da articulação, o que dificulta os movimentos. Geralmente, essa rigidez é momentânea, isto é, desaparece rapidamente ao se movimentar a articulação atingida. Algumas pessoas sentem que sua articulação está rígida ao acordar, ou depois de ficar muito tempo numa mesma posição. 

Além da dor e da rigidez, pode ocorrer inchaço local e até vermelhidão, em alguns casos. Outro sintoma da doença ocorre pelo crescimento das bordas dos ossos nas articulações e/ou formação de pequenas cavidades nos ossos, chegando até a ranger ou estalar durante um movimento. 

Com a evolução da doença, alguns movimentos podem ser muito dolorosos, principalmente quando o osso cresce de tal forma que passa a comprimir nervos, principalmente no pescoço e na região lombar. Como consequência, o paciente pode sentir fraqueza e dormência no braço ou na perna, chegando até a uma limitação de movimentos.

O paciente pode ter sintomas em apenas uma ou em várias articulações. As mais afetadas costumam ser: coluna (região lombar e pescoço), joelhos, quadril, dedos das mãos e dos pés, incluindo a base dos polegares.

Depois de ler este post, percebeu que você ou alguém próximo tem sintomas que se encaixam no quadro de Osteoartrite? Então, procure um médico assim que possível. Apesar de não ser uma doença fatal e os tratamentos não curarem e nem alterarem seu curso de desenvolvimento, há várias alternativas para amenizar os sintomas, permitindo ao paciente realizar suas atividades cotidianas. Ao reduzir a inflamação, a dor diminui e a mobilidade aumenta. O resultado? Uma melhor qualidade de vida.

Veja também: